Caminhão bomba explode em base aérea na Colômbia, autoridades classificam como ataque terrorista

Membros de uma equipe trinacional da Força Aérea do Brasil, Colômbia e Peru observam, em um centro de controle, exercícios conjuntos destinados a aprimorar táticas e estratégias para combater o narcotráfico em suas fronteiras aéreas em Iquitos, Peru, em 20 de junho de 2017 (CRIS BOURONCLE / AFP via Getty Images)
Membros de uma equipe trinacional da Força Aérea do Brasil, Colômbia e Peru observam, em um centro de controle, exercícios conjuntos destinados a aprimorar táticas e estratégias para combater o narcotráfico em suas fronteiras aéreas em Iquitos, Peru, em 20 de junho de 2017 (CRIS BOURONCLE / AFP via Getty Images)

Nas primeiras horas desta sexta-feira (10), um caminhão-bomba explodiu nas instalações do Grupo Aéreo de Casanare, localizado em Yopal, capital do departamento de Casanare, no sul do país. As autoridades classificaram como ato terrorista.

Segundo um declaración de prensa oficial, foi um ataque realizado com “dispositivos explosivos improvisados de tiro parabólico que detonaram dentro da unidade”.

Apenas um oficial não comissionado ficou ferido no incidente e foi imediatamente atendido pelo serviço médico da instalação militar, que confirmou que seu estado não é grave.

Leia também:
Terra de ninguém: paramilitares colombianos matam militares venezuelanos

“No momento, o trabalho de verificação de danos está sendo realizado e, paralelamente, a investigação para estabelecer causas e autores desse ato terrorista, que atentou contra a vida de homens e mulheres que servem aos colombianos através de sua Força Aérea”, conclui a declaração.

Em declarações ao programa de rádio Mañanas BLU, da Rádio BLU, o comandante da Força Aérea Colombiana (FAC) Ramsés Rueda disse que o incidente foi produzido por três “cilindros explosivos”, dos quais pelo menos três explodiram dentro das instalações da base.

“Um dos artefatos detonados dentro da base chegou muito perto de um dos quartéis para onde nossos oficiais estão alojados”, disse Rueda.

Enquanto isso, ele mencionou que existem unidades militares procurando mais explosivos perto da base militar, para garantir que a segurança dos civis no local não seja comprometida.

Rueda anunciou que alguns dos artefatos explodiram no caminhão usado para o seu lançamento, pois são armas improvisadas “, algumas dessas armas falham, explodem nas mãos dos terroristas, outras não funcionam, são armas imprecisas”, disse o comandante acrescentando que “o veículo usado para o lançamento foi destruído”.

O caminhão estava a aproximadamente 800 metros da base aérea.

“Não posso arriscar dizer neste momento a qual grupo podemos atribuir esse ataque terrorista; sabemos que essa é uma área de influência na qual grupos relacionados ao ELN cometem crimes”, afirmou.

“[Foi um] ato terrorista, que não foi apenas direcionado a membros da força pública, mas também colocou em risco as populações vizinhas a essas unidades militares”, disse Rueda em informações divulgada pelo jornal El Colombiano a partir da base militar de Catam.

Por sua vez, o Presidente da Colômbia, Iván Duque, declarou ao visitar a base militar que “foi um ataque covarde, foi uma reação à pressão que a força pública vem exercendo. Eles sempre tentam afetar as unidades militares nessa época do ano”, segundo relatos da imprensa.

“Os comandantes estão fazendo um acompanhamento especial. (Eles têm) a instrução (…) para se mudar imediatamente para Yopal, para fazer uma avaliação (…) Aqui há um Estado que está se fortalecendo (…) Estamos investigando em detalhes como esse ato foi realizado”, afirmou o Presidente.


ACLARACIÓN IMPORTANTE: ReporteroCubano.Net no necesariamente comparte las opiniones políticas que se expresan en los artículos tomados de otros medios de información. | Visite la fuente para más información

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: